Referências bibliográficas

Apresenta indicação de títulos relevantes para o tema, disponíveis somente para venda

 Visualizar Arquivo  Conheça

Centro SP - Uma sala de aula registra a experiência de aplicação do conceito de bairro-escola em São Paulo. Ao aproveitar os recursos materiais e sociais preexistentes no território, o programa, uma iniciativa da Subprefeitura da Sé apoiada pela Associação Cidade Escola Aprendiz e patrocinada pela Comgás, vem provocando mudanças na maneira de pensar e de fazer educação na cidade. Trata-se de referência fundamental que aponta caminhos para o desenvolvimento das comunidades como base na integração entre cultura, educação e o espaço urbano do Centro da cidade de São Paulo

Disponível para compra no site da Editora Peirópolis

 Visualizar Arquivo  Conheça

Elaborado por especialistas da Ação Educativa, o livro se propõe a decifrar os enigmas do “bicho de sete cabeças” que parece ser a questão do financiamento da educação brasileira. Abordando sete pontos principais, a publicação trata da questão do financiamento, que ganhou espaço na agenda dos movimentos sociais desde a década de 90, de forma bastante didática. É um debate que dialoga com as políticas relacionadas à saúde, assistência social, habitação, criança e adolescente, mulheres, entre outros. Assim, o livro destina-se a ser uma ferramenta que ajude a sociedade a concretizar as conquistas legais, influenciar as políticas educacionais e aprimorar os processos participativos e de controle social.

Disponível para venda no site da Ação Educativa

 Visualizar Arquivo  Conheça

Este livro nos convida a refletir sobre os fundamentos e práticas de uma Educação Integral, quando se busca trabalhar na perspectiva da Educação Cidadã. Os autores sugerem mudanças nas práticas educativas atuais e apresentam sugestões de como fazê-lo, o que inclui ações no âmbito das unidades educacionais e de outros espaços da comunidade que são potencialmente educativos. Nessa perspectiva, o município ocupa centralidade no ato de educar, pois ampliam-se as possibilidades de fortalecimento da cultura local, à medida que a escola consegue, por diferentes metodologias de trabalho, de pesquisa e de formação continuada, mapear e analisar as necessidades de aprendizagens das crianças e dos adolescentes e, com eles, identificar os espaços potencialmente educacionais que contribuem com a realização de processos educativos mais plenos e integrais. Para tanto, ela se desafia a ressignificar o seu currículo, as suas metodologias de aprendizagem, o seu planejamento, avaliação e a sua gestão democrática. Em diálogo com o que de mais atual acontece na educação brasileira, os autores defendem o resgate do sentido do trabalho docente na era da informação e propõem que a escola se transforme em gestora social do conhecimento que se constrói na comunidade e no âmbito da municipalidade.

Disponível para compra no site da Editora e Livraria Paulo Freire

 Visualizar Arquivo  Conheça

Apenas um em cada quatro brasileiros, acima de 15 anos, possui domínio da leitura e da escrita. Somos um país com um enorme atraso educacional que limita nosso desenvolvimento econômico e a realização da justiça social. O que fazer para que sejamos realmente alfabetizados?

Neste livro, o autor Moacir Gadotti contribui com o enfrentamento desse desafio, destacando a importância e a necessidade de uma concepção pedagógica como a do MOVA, criado por Paulo Freire, em 1989, movido pelo sonho de viver num Brasil alfabetizado.

 Visualizar Arquivo  Conheça

Esta publicação é fruto de pesquisa realizada por pesquisadores e professores da PUC-RJ em escolas situadas em favelas da cidade do Rio de Janeiro. Realizando uma análise sobre a função social da escola na nossa sociedade, os autores apontam como esta instituição pode ter diferentes desempenhos em contextos sociais de segregação e pobreza, podendo atuar no desenvolvimento social local e aprimoramento da educação, ou reforçando as desigualdades. Entrevista com uma das organizadoras da publicação pode ser acessada aqui.  

O que fazemos

  • Assessoria as políticas educacionais, sociais e culturais
  • Formação de agentes educacionais, sociais e culturais
  • Implementação de programas e projetos
  • Produção e disseminação de conhecimento

Como fazemos

Nossas Redes

Abong Rede Nossa São Paulo Rede primeira infância Todos Pela Educação