Textos de outras instituições

Apresenta material referente às atividades institucionais, como balanço social, relato e sistematização de práticas de organizações

 Visualizar Arquivo  Leia

A publicação apresenta a trajetória da organização não-governamental Alfabetização Solidária, fundada em 1996 com o intuito de contribuir para a redução dos índices de analfabetismo e ampliação da oferta pública de Educação de Jovens e Adultos no Brasil.  serão apresentadas algumas das ações relizadas pelas ONGs em diferentes municípios brasileiros e em São Tomé e Príncipe, capacitando professores e fortalecendo a educação.

 Visualizar Arquivo  Leia

O relatório de atividades do Instituto Unibanco apresenta seus principais projetos desenvolvidos ao longo do ano de 2009, que tem como principal  público-alvo de atuação  os alunos que se encontram no Ensino Médio.

 Visualizar Arquivo  Leia

O objetivo desta publicação é compartilhar o conhecimento e a experiência acumulados pela UNESCO na gestão do Programa Abrindo Espaços, que tem como uma de suas missões agregar valor a iniciativas focadas na construção e na multiplicação da cultura de paz através da promoção da abertura de escolas para o acesso da comunidade.

 Visualizar Arquivo  Leia

A partir de um cenário educacional no país que revela baixo desempenho e elevadas taxas de atraso escolar entre alunos de 15 a 17 anos de idade, o Ministério da Educação, em parceria com secretarias de educação, universidade e instituições da sociedade civil, iniciou discussões que resultaram na elaboração da presente publicação. O material sintetiza reflexões e estratégias pensadas para combater especialmente o atraso entre os jovens que deveriam estar matriculados no Ensino Médio, mas se encontram no Fundamental, processo resultante, em grande parte, da insuficiência de políticas de acompanhamento escolar, reprovações e irregularidades ao longo de suas trajetórias.

Ao longo dos 5 capítulos são apresentados: um breve perfil sobre a juventude brasileira nos dias atuais; aspectos que podem orientar novos olhares e ações por parte das equipes escolares;  marcos legais e políticas de financiamento para o setor ; iniciativas que têm sido realizadas junto ao público juvenil e uma seção dedicada à sugestões de publicações que abordam os desafios da escola junto aos jovens, ou materiais que podem ser trabalhados com esse público.

A publicação é resultado das ações desenvolvidas pelo Grupo de Trabalho estabelecido na Secretaria de Educação Básica (SEB) e da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD).

 Visualizar Arquivo  Leia

Esta publicação representa a culminância de um projeto que envolveu
milhares de educadores para refletir sobre suas práticas escolares e, em
um esforço comunitário, solidário e democrático, propor planos de trabalho
que possibilitem a melhoria contínua da aprendizagem dos estudantes.
O Prêmio Gestão Escolar (PGE), iniciativa do Conselho Nacional de Secretários
de Educação (Consed), convida e estimula todas as escolas públicas do
Brasil a entrarem em um processo de autoavaliação da sua gestão. Destaca a
importância da participação de toda a comunidade escolar com o objetivo de
que encontrem, coletivamente e sob a liderança do diretor, novos caminhos
para o aperfeiçoamento do trabalho educativo.

Na edição de 2012, o PGE teve 9.693 escolas participantes. Todas as instituições
que conseguiram completar o processo de inscrição e propor seu plano
de melhoria têm a possibilidade de realizá-lo, independente de ganhar ou não
o prêmio. A premiação dá visibilidade a algumas escolas que se destacaram,
colocando-as como referência para que, diante de exemplos bem-sucedidos,
outras se sintam estimuladas a avançar em seus projetos e, ano a ano, observar
resultados positivos na aprendizagem dos alunos e na satisfação de todos
os envolvidos.

Os desafios e dificuldades podem ser muito semelhantes no universo da
Educação pública, mas cada comunidade encontra seus próprios caminhos
para superá-los. As 25 escolas que se destacaram em seus estados em 2012 alcançaram bons resultados de aprendizagem, objetivo maior da instituição,

utilizando estratégias particulares que cada situação específica propiciou. Ao
final do processo, os diretores produziram relatos em que contaram como era
o seu cotidiano de gestor; descreveram as relações entre equipe gestora, professores,
alunos, funcionários, famílias e parceiros; apontaram os aspectos da
gestão que favoreceram a premiação; e reuniram orientações que consideraram
úteis para seus colegas.

O que fazemos

  • Assessoria as políticas educacionais, sociais e culturais
  • Formação de agentes educacionais, sociais e culturais
  • Implementação de programas e projetos
  • Produção e disseminação de conhecimento

Como fazemos

Nossas Redes

Abong Rede Nossa São Paulo Rede primeira infância Todos Pela Educação