Notícias

Possíveis cenários

Tamanho da fonte: A- A+ imagem_evento

Publicada: 21/08/2015

Instituto lança publicação com quatro possíveis cenários para a educação em 2032

 

Na última quinta-feira (21/08), em São Paulo, o Instituto Reos lançou os “Cenários Transformadores da Educação Básica”, uma publicação que apresenta em quatro cenários as possibilidades, desafios, alertas e riscos para a educação brasileira.  Os cenários foram criados a partir de 71 entrevistas, em profundidade, com pessoas envolvidas com a área, além de três oficinas, realizadas entre agosto e novembro de 2014.

 

Para a elaboração da publicação foi formado um Grupo Convocador integrado por representantes do GIFE; Todos pela Educação, Ação Educativa, Campanha Nacional pelo direito à Educação, Conselho Nacional de Secretários de Educação e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. O Cenpec também contribuiu com a proposta, Anna Helena Altenfelder foi uma das entrevistadas durante o processo de elaboração dos cenários.

 

Participaram da construção coletiva, representantes e movimentos sociais, governo, organizações internacionais, formadores de opinião, institutos e fundações empresariais, sindicatos, professores, diretores, pais, estudantes, acadêmicos (professores e pesquisadores) e organizações que representam a diversidade encontrada na população (pessoas com deficiência, LGBT, indígenas), os diferentes níveis da educação (Educação Infantil, Educação Básica, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Profissional) e de temas (sustentabilidade, inovação e cultura digital, justiça).

 

Os participantes produziram quatro possíveis cenários para a educação brasileira em 2032, ano em que se comemora o centenário do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova. Durante o lançamento, Denise Carreira, coordenadora de educação da Ação Educativa, reforçou que os cenários não são previsões ou desejos.  “Não se trata de uma agenda”. Segundo ela, os cenários são “velhos conhecidos”, como por exemplo, a disputa entre o público e o privado no ensino brasileiro.

 

Inspirada por pássaros encontrados no Brasil, a Equipe de Cenários batizou cada um dos cenários por Canário-da-Terra, Beija-Flor, Falcão-Peregrino e Tico-Tico.

 

Veja no quadro abaixo as diferenças sobre a participação do Estado em cada um dos cenários:

 

 


 

 

Saiba mais sobre os quatro cenários no site: http://cenarioseducacao2032.org.br/



Comentários(0)

Observação: as opiniões aqui publicadas são de responsabilidade apenas de seus autores. Os números de IP dos responsáveis pelos comentários estarão à disposição de vítimas de eventuais ofensas veiculadas neste espaço.

Saiba mais:

O que fazemos

  • Assessoria as políticas educacionais, sociais e culturais
  • Formação de agentes educacionais, sociais e culturais
  • Implementação de programas e projetos
  • Produção e disseminação de conhecimento

Como fazemos

Nossas Redes

Abong Rede Nossa São Paulo Rede primeira infância Todos Pela Educação